Passageira de 14 anos pede à Hospedeira para ir à casa de banho! Lá deixa um recado perturbador!

Quem podia imaginar que isto podia acontecer debaixo do nosso nariz? Graças a Shelia Fedrick, comissária de bordo que trabalhava no voo que ligava Seattle a São Francisco, uma menina de 14 anos foi salva.

Aparentemente, ela teria notado um comportamento estranho por parte da menina e de quem a estava acompanhar – um homem mais velho. Segundo a comissária, ela aparentava estar a passar por um inferno, visto que o contraste entre os dois foi o que fez com que ela percebesse o problema.

Toda as vezes que ela ia falar com a menina, simplesmente não olhava nem falava nada; apenas o homem respondia. Logo, o agressor tornou-se defensivo no momento em que Fedrick tentou conversar.

Disfarçadamente, a comissária conseguiu mandar uma mensagem para que a menina fosse à casa de banho. Lá, havia um recado escrito no espelho, e em resposta ela disse que precisava de ajuda.

Imediatamente, Fedrick contou ao piloto o que estava a acontecer e rapidamente ligaram à polícia. Assim que o avião aterrou, os polícias esperavam o agressor.

”Eu sou hospedeira de bordo há 10 anos e é como se tivesse viajado no tempo quando estava em formação. Fiquei a pensar que eu poderia ter visto todas estas meninas e meninos mais novos sem saber,” contou ela.Depois disso, Fedrick continuou em contacto com a adolescente, que está agora na faculdade.

Pelo que se sabe, os comissários de bordo agora receberão dicas de como detectar tráfico humano como parte da sua formação.Entre elas, estão: passageiros desgrenhados, pessoas que insistem em falar pela vítima ou aparentarem estar drogados.

Ainda bem que Shelia estava lá para ajudar!!